Pesquisadores da UFRJ-Macaé analisam os óbitos ocorridos pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19) na Baixada Litorânea no município de Rio das Ostras do Estado do Rio de Janeiro - RJ. O primeiro óbito por COVID-19 foi no dia 15 de abril de 2020. O estudo dá sequência à análises similares feitas para Macaé (Nota Técnica 08 GT UFRJ-Macaé), Cabo Frio (Nota Técnica 10 GT UFRJ-Macaé) e Campos dos Goytacazes (aceito para publicação no Boletim Ciência Macaé do Observatório da Cidade de Macaé), e é parte do esforço para a compreensão e enfrentamento da pandemia na região. Segundo a Dra. Karla Coelho, médica e epidemiologista, coautora do trabalho e uma das coordenadoras do Grupo de Trabalho Multidisciplinar para Enfrentamento da COVID-19, "Infelizmente, a morte é o desfecho mais duro e a análise do perfil de mortalidade dos óbitos, é fundamental para a compreensão da pandemia. Precisamos pensar em ações para salvar o maior número de vidas".

Os autores descrevem a evolução da mortalidade por COVID-19, identificando padrões e indicando tendências. Um achado impactante do trabalho foi a forte dependência da taxa de mortalidade com a idade. "Fiquei alarmado com letalidade desproporcional da doença nos idosos, mesmo já esperando algo assim. Eles realmente precisam ser muito protegidos da infecção", afirma o Prof. Antonio Guimarães, outro pesquisador envolvido no estudo.O trabalho também encontrou que as mortes por COVID-19 representam 13% do total de óbitos no período em 2020. Já dentre os óbitos por COVID-19 em Rio das Ostras, as mulheres constituem 41% e os homens 59%, implicando uma taxa de mortalidade masculina 47% maior que a feminina. Impactos indiretos da pandemia sobre a mortalidade por outras causas também são examinados. O receio das pessoas em procurar atendimento médico, dar o devido cuidado a outras enfermidades e mesmo o sobrecarregamento dos serviços médicos, pode ter levado a um aumento dos óbitos por outras causas que não a COVID-19.

Mais sobre o grupo de trabalho:

O GT COVID 19 UFRJ MACAÉ realiza um trabalho multidisciplinar, com participação de mais de 100 docentes, técnicos e alunos da UFRJ-Macaé e outras instituições da região, e desenvolve análises que acompanham o comportamento da Pandemia no Norte Fluminense e Baixada Litorânea.

Este grupo também tem dialogado com os municípios dessas regiões, ofertando apoio técnico e científico para o enfrentamento da Pandemia.

Link: NOTA TÉCNICA 11: MORTALIDADE POR COVID-19 EM RIO DAS OSTRAS-RJ: ANÁLISE DA 15a À 28a SEMANA EPIDEMIOLÓGICA

 

Contatos: Antonio C. C. Guimarães, O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

               Karla Santa Cruz Coelho
 
Foto: Arthur Moês - CoordCom - UFRJ
UFRJ Campus Macaé
Desenvolvido por: TIC/UFRJ