302 Found

Found

The document has moved here.

Desafios e Perspectivas sobre a Importância da Vigilância em Malária na Região Extra-Amazônica 

Primeiro Seminário sobre o tema realizado no Instituto NUPEM/UFRJ reforçou o comprometimento de todos os envolvidos nesta luta.

 

seminariomalaria foto

 

Na última quinta feira (25//04), no dia mundial da luta contra a Malária, Macaé sediou o 1º Seminário sobre a Importância da Vigilância em Malária na Região Extra-Amazônica: Desafios e Perspectivas. O evento organizado pela Educação em Saúde do Centro de Controle de Zoonoses em parceria com a Vigilância Epidemiológica do município de Macaé teve adesão de estudantes universitários, profissionais de saúde, guarda ambiental, dos agentes de combate à endemias de Macaé, Campos, São Gonçalo, entre outros. O seminário foi realizado no auditório do Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade (NUPEM) da Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ/ Macaé e contou com a presença dos palestrantes Dr. Hermano Albuquerque e Dra. Izabel Reis do Instituto Oswaldo Cruz (IOC-Fiocruz), Doutoranda Paula Almeida (IOC-Fiocruz) da Secretaria Estadual de Saúde (SES/RJ), Doutoranda Keity Nocchi (UFRJ/Macaé) e Mestranda Claulimara Moreira (IOC- Fiocruz) da Secretaria Municipal de Saúde de Macaé (SMS).

O dia foi de discussão sobre o tema, os principais desafios e perspectivas futuras quanto ao enfretamento da doença. Este evento foi um marco para o município de Macaé e região e visou o fortalecimento e integração das ações de vigilância e controle da doença em níveis locais, com destaque do papel da entomologia. Apesar da incidência da malária ser maior na região Amazônica e concentrar mais de 99% dos casos do país, a letalidade é maior na região Extra- Amazônica, por isso a importância do reconhecimento precoce da doença e unidades sentinelas da vigilância da malária. Este ano, o tema da campanha da Organização Pan- Americana da Saúde (Opas/OMS) para este dia de luta contra a Malária é “Zero Malária começa comigo”, desta forma, durante todo o evento foi reforçado sobre a importância do comprometimento de todos os envolvidos nesta luta, inclusive ampliar a relação entre os profissionais da ponta e as instituições de pesquisa.

A malária é uma doença infecciosa febril aguda, causada por parasitos do gênero Plasmodium, transmitidos pela picada da fêmea infectada do mosquito gênero Anopheles. Entre os principais sintomas da malária estão, febre alta, calafrios, tremores, sudorese ou dor de cabeça. A malária tem cura, mas se não for diagnosticada e tratada em tempo oportuno, pode evoluir para formas grave da doença. Ao apresentar algum destes sintomas procure a emergência do Hospital Público Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva (HPM) ou o Hospital Público Municipal da Serra Evangelina Flores da Silva- (Hospital da Serra- Trapiche).

Links

minerva verde      CampusMacae verde      ouvidoria verde     intranet verde     Sigma verde    superEst verde     CAPES verde       cnpq verde     FAPERJ verde

UFRJ Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade - NUPEM/UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ