302 Found

Found

The document has moved here.

Pesquisa descobre novas espécies no Parque do Barreto

Matéria publicada pela Prefeitura de Macé relata as decobertas realizadas pelo pesquisador do NUPEM/UFRJ, Professor Doutor Vinícius Albano. Confira!

Jornalista: Equipe Secom

 Confira a matéria na íntegra aqui.

 

 

 Foto: Bruno Campos

 

Prefeitura mantém ecossistema do local e estimula preservação do meio ambiente

 

A pesquisa "Diversidade de polinização e seus recursos florais no Parque Municipal Restinga do Barreto" descobriu a presença de cerca de 20 espécies de abelhas e de 30 espécies de borboletas, nessa área preservada e mantida pela Prefeitura de Macaé.

A atividade científica, que começou em dezembro de 2018 e terminará em dezembro de 2020, é coordenada pelo pesquisador, doutor em Entomologia (Estudo de Inseto) e professor de biologia do Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade, (o antigo Nupem, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ), Vinícius Albano

."O objetivo da ação é inventariar os polinizadores que existem nesse parque, que é um importante espaço brasileiro de restinga", conta ele.

A polinização é o processo que garante a produção de frutos e sementes e a reprodução de diversas plantas, sendo um dos principais mecanismos de manutenção e promoção da biodiversidade na Terra. Das espécies conhecidas de plantas com flores, 88% dependem, em algum momento, de animais polinizadores.

"Queremos mostrar a importância do Parque do Barreto para a manutenção da vida silvestre", diz o pesquisador, ressaltando que no local foram encontradas abelhas como 'Centris', 'Xylocopa', 'Englosa', entre outras. "São abelhas nativas do Brasil de grande importância para a polinização das plantas da restinga", explica.

As borboletas também são usadas na educação ambiental. Vinícius é auxiliado pela bióloga Amanda Soares e por seis alunos de graduação de Biologia, faz a coleta desses animais com rede entomológica, além de os apanhar via atrativos olfativos.

Parques Urbanos

De acordo com o coordenador do Parque do Barreto, o biólogo Henrique Abrahão Charles, a importância dessa pesquisa é, justamente, fundamentar a necessidade de criação dos parques urbanos em toda as cidades.

"Eles são de fácil acesso. Neles ocorrem aprendizado e lazer da população. São fundamentais para a preservação do Meio Ambiente", pontua.

Comenta que se as abelhas desaparecerem da natureza, as florestas também serão raras, até a produção agrícola será afetada. "As abelhas são os principais agentes polinizadores das plantas", completa.

 

Links

minerva verde      CampusMacae verde      ouvidoria verde     intranet verde     Sigma verde    superEst verde     CAPES verde       cnpq verde     FAPERJ verde

UFRJ Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade - NUPEM/UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ