Dia Mundial dos Oceanos na TV Record 

Pesquisadores do Instituto NUPEM/UFRJ falaram à TV Record no dia 07 de junho sobre a importância da  conservação dos oceanos para nossa sobrevivência.Confira!

 

Na última sexta-feira, 07 de junho, o Instituto NUPEM/UFRJ comemorou o Dia Mundial dos Oceanos  com diversas atividades educacionais que apresentaram a nossa rica biodiversidade marinha local, apontando os principais impactos que temos causado às espécies e ecossistemas, no intuito de ressaltar a importância da sua conservação. Alunos, professores, técnicos e a sociedade em geral participaram das oficinas, exposições, atividades interativas e vídeos disponibilizados especialmente para a ocasião.

No dia da celebração, a equipe da TV Record entrevistou o coordenador do evento, professor doutor Luciano Gomes Fischer:

“Mais da metade do ar que a gente respira, cerca de 60% do ar que a gente está respirando agora é produzido através de microalgas que existem nos oceanos; grande parte da proteína que a gente ingere vem dos oceanos, através de pescados, siris, camarões; as comunidades dos oceanos oferecem proteções para a nossa costa”.

O pesquisador continuou, abordando os impactos das ações dos homens sobre os ecossistemas:

“Existem trabalhos mostrando que em 2050 nós teremos mais lixo, mais plástico do que peixes nos oceanos. E muitos destes animais marinhos estão ingerindo uma quantidade maior destes plásticos e eles acabam morrendo por inanição. O plástico também agrega contaminantes. Os animais, quando ingerem isso, acabam se contaminando. Existem outros problemas, como o pisoteio sobre certos organismos que são frágeis, como algas, caranguejos... a catação de mexilhão também é feita de forma desordenada. Existem muitas pessoas que catam uma quantidade muito grande sem ter licença, às vezes, ou em época de defeso”.

 

diamundialdosoceanos2019 luciano

 

A reportagem mostrou ainda algumas das 19 estações que interativas que compuseram o evento, destacando a seção dos aquários, que expõe a rica biodiversidade local dos costões rochosos  –  tanto da fauna quanto da flora – e explora o impacto do lixo nos oceanos, visando à conservação de modo amplo, em todos os ecossistemas aquáticos.

 

O Diretor do Instituto, professor doutor  Rodrigo Nunes da Fonseca, concluiu:

 

“Eu acredito que cada vez mais, ao longo dos próximos anos, a gente vai ver uma preservação melhor dos nossos ecossistemas marinhos devido a este tipo de evento”.

 

diamundialdosoceanos2019 rodrigo

 

Cerca de 100 pessoas, dentre servidores e alunos , trabalharam na organização do evento que recebeu no dia 07 de junho aproximadamente 600 visitantes,  em sua maioria estudantes de escolas da região, com idades entre 3 a 15 anos.

 

Confira aqui a reportagem na íntegra!

Links

minerva verde      CampusMacae verde      ouvidoria verde     intranet verde     Sigma verde    superEst verde     CAPES verde       cnpq verde     FAPERJ verde

UFRJ Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade - NUPEM/UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ