NUPEM/UFRJ participa de Feira de Ciências no Colégio Municipal Professora Maria Isabel em Macaé

O evento aconteceu nos dias 23 e 24 de agosto e contou com a participação de mais de 500 crianças e adolescentes.

 

FEIRA1 

Prof. Pablo Gonçalves explicando sobre o crânio do golfinho.

 

Nos dias 23 e 24 de agosto, professores e alunos do Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Sócioambiental de Macaé (NUPEM/UFRJ) foram convidados a participar da Feira de Ciências do Colégio Municipal Professora Maria Isabel Damasceno Simão, localizado no centro de Macaé. Durante o evento, mais de 500 crianças e adolescentes passaram pela exposição de organismos marinhos vivos e exemplares de aves e mamíferos taxidermizados. O evento contou com a participação da equipe do Espaço Ciência, coordenada pelo Prof. Dr. Pablo Gonçalves, que recebe alunos de escolas públicas e privadas da região no NUPEM.

 

FEIRA2

Equipe do NUPEM presente na quinta feira de manhã.

 

Os alunos e professores tiveram a oportunidade de conhecer e  interagir com algas, ouriços-do-mar, pepinos-do-mar, anêmonas, lesmas-do-mar, gastrópodes, mexilhões e peixes - organismos que ocorrem nos costões rochosos do litoral da região, acompanhada de uma boa dose de simpatia da Profa. Ana Petry e suas alunas Lorraine Souza, Ketma Vaz e Mayara Carvalhaes. Elas aproveitaram a curiosidade dos alunos e divulgaram o “Projeto Costões Rochosos: Ecologia, Impactos e conservação nas Regiões dos Lagos e Norte Fluminense” financiado pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (FUNBIO), que visa o estudo da biodiversidade nesse ambiente.

 

FEIRA3

Equipe do Projeto Costões Rochosos com tanques de toque.

 

Na seção de aves, as alunas Emília Valim e Tatiane Xavier e a pós-doutoranda Patrícia Mancini instigaram os participantes a perceber as diferenças na morfologia dos pés, bicos e asas de aves terrestres e aquáticas, enfatizando os impactos antrópicos sobre as aves marinhas em relação a ingestão de plástico, derramamento de óleo e captura incidental pela pesca de espinhel e emalhe. Além disso, explicaram sobre as adaptações das aves marinhas para viver nos oceanos, bem como o dimorfismo sexual de atobás e fragatas.

 

FEIRA4

Alunos atentos as explicações sobre o ratinho-goytaca.

 

Os mamíferos também foram destaque com explicações sobre o macaco-bugio, grande vítima silvestre da recente onda de febre amarela, do gambá, e do famoso ratinho-goitacá (Cerradomys goytaca), espécie endêmica das restingas do norte fluminense, já reconhecida por alguns alunos do colégio que já visitaram o NUPEM. Também foi exposto um crânio de golfinho, ilustrando suas modificações extremas para a vida aquática, e uma armadilha-fotográfica (câmera trap), equipamento amplamente utilizado para levantamento e monitoramento de mamíferos silvestres. Toda a experiência com os animais foi mediada pelos estudantes de graduação em Ciências Biológicas da UFRJ-Macaé, Thiago Couto, Maviael Lenart, Jana Silveira, Victoria Mantuan, Rodolfo Nascimento e Vitor Oliveira. O mestrando do PPG-CiAC Rodrigo Gessulli complementou o evento com uma palestra sobre os estudos de monitoramento da fauna atropelada em rodovias.

FEIRA5

Aluna do colégio interagindo com um pepino-do-mar.

 

A participação do NUPEM na Feira de Ciências do Colégio Municipal Profa. Maria Isabel é mais um exemplo da integração entre academia e sociedade, que é a missão desta instituição desde sua criação.

 

FEIRA6

Alunos atentos às explicações sobre as aves.

 

FEIRA7

Aluno interessado em aves é presenteado com guia.

Links

minerva verde      CampusMacae verde      ouvidoria verde     intranet verde     Sigma verde    superEst verde     CAPES verde       cnpq verde     FAPERJ verde

UFRJ NUPEM - Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Sócio-ambiental de Macaé
Desenvolvido por: TIC/UFRJ