Conhecer para preservar -  Oficina em Jurubatiba é sucesso no Inverno Com Ciência

O evento ocorreu em 29 de agosto e contou com a participação de alunos, técnicos e professores da UFRJ.

juruba0

 

Na terça-feira, 29 de agosto de 2017, alunos, técnicos e professores da UFRJ se reuniram no NUPEM/UFRJ para participar da Oficina “Um dia em Jurubatiba: História, Ecologia e Sensibilização”. A oficina fez parte da programação da 4ª edição do Inverno com Ciência: UFRJ e Sociedade Compartilhando Saberes, um evento de extensão universitária que tem como finalidade oferecer minicursos, oficinas, palestras, mesas redondas, campanhas educativas, passeios ecológicos e momentos artístico culturais, com  intuito de reafirmar e dar cumprimento ao compromisso social da universidade pública, fundamentando-se na ideia de extensão universitária como processo educativo, cultural e científico, contemplando a articulação entre o ensino e a pesquisa, de maneira a possibilitar uma interação transformadora entre universidade e sociedade.

 

juruba1

 

Os alunos da oficina foram recebidos pelo Prof. Dr. Francisco de Assis Esteves, vice-diretor do NUPEM/UFRJ, e idealizador do Inverno com Ciência. Esteves deu as boas-vindas aos alunos e ministrou uma palestra na qual abordava os aspectos históricos,  geográficos, demográficos, sociais, políticos e econômicos da cidade de Macaé, dando ênfase à constituição e criação do Parque Nacional de Jurubatiba, no ano de 1998, incluindo, em sua explicação, a diversidade das formas de vida presente em Jurubatiba e , inclusive, as espécies de fauna e flora que são encontradas exclusivamente na região.

 

juruba2

 

Após a palestra, os alunos da oficina se dirigiram ao Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, uma unidade de conservação federal, que tem como objetivo conservar e preservar, para fins científicos, educacionais, paisagísticos e recreativos, o seu belo, rico e ameaçado patrimônio natural. Criado em 29 de abril de 1998, o Parque está  localizado em áreas que englobam os municípios de Macaé, Carapebus e Quissamã, e  possui 44km de praia e 18 lagoas costeiras de muita beleza e de grande interesse ecológico, apresentando também diversas espécies de fauna e flora das restingas que em outros locais do país estão em risco de extinção.

 

juruba3

 

Durante a oficina, os alunos puderam observar espécies de plantas e animais  que habitam a região, recebendo orientações dos professores do NUPEM/UFRJ, Francisco Esteves e Rodrigo Lemes, sobre as diversas formas de vida e suas estratégias de sobrevivência neste ambiente, muitas vezes, hostil.

 

juruba4

 

Os alunos aprenderam sobre ecologia e história do Parque, podendo observar de perto e assim compreender a riqueza da biodiversidade local.

 

juruba5

juruba12

juruba8

 

Antes de retornar ao NUPEM/UFRJ, os alunos ainda tiveram a oportunidade de aprender com o diretor do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, Marcelo Pessanha, sobre a construção da sede do Parque, feita de maneira sustentável, e sobre os planos e esforços dos funcionários para divulgar e manter a unidade de conservação em bom estado.

 

juruba11

 

O Parque pode ser visitado durante todo o ano. O horário de visitação permitido para os atrativos do Parque é das 8h às 16h.  Conheça Jurubatiba você também!

 

juruba10

Links

minerva verde      CampusMacae verde      ouvidoria verde     intranet verde     Sigma verde    superEst verde     CAPES verde       cnpq verde     FAPERJ verde

UFRJ NUPEM - Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Sócio-ambiental de Macaé
Desenvolvido por: TIC/UFRJ